Imagem relacionadaA fisioterapia é uma ciência que estuda, trata, restaura, previne e trata os distúrbios cinéticos funcionais do sistema músculo esquelético, ocasionados por alterações genéticas, por traumas e/ou por alguma doença adquirida. As suas ações de tratamentos são fundamentados por mecanismos e recursos próprios, sendo eles técnicas e manobras manuais, utilização de aparelhos e ferramentas específicas para o direcionamento específico da queixa do paciente.

Referência: http://www.crefito7.org.br

 

 

 

 

Resultado de imagem para pilates

Ao longo dos últimos 20 anos, o Pilates experimentou a explosão em nível global. Pilates é um método de exercício e movimento físico projetado para alongar, fortalecer e equilibrar o corpo. Com a prática sistemática de exercícios específicos, juntamente com os padrões de respiração focados, o Pilates provou ser inestimável não só como um esforço de fitness, mas também como um complemento importante para o treinamento esportivo profissional e a reabilitação física de todos os tipos.

Praticado fielmente, o Pilates gera inúmeros benefícios. O aumento da capacidade pulmonar e a circulação através da respiração profunda e saudável é um foco primário. Força e flexibilidade, particularmente do abdôme e dos músculos das costas, a coordenação – muscular e mental, são componentes chave de um programa Pilates eficaz. A postura, o equilíbrio e a força do núcleo são aumentados. A densidade óssea e a saúde das articulações melhoram, e muitos experimentam consciência corporal positiva pela primeira vez. Pilates ensina o equilíbrio e o controle do corpo, e essa capacidade derrama outras áreas de sua vida.

Por volta de 1914, Joseph Pilates era um intérprete e um boxeador que vivia na Inglaterra, e no início da Primeira Guerra Mundial, foi internado forçado junto com outros cidadãos alemães em Lancaster, na Inglaterra. Lá ensinou a outros membros do campo os conceitos e exercícios desenvolvidos ao longo de 20 anos de auto-estudo e aprendizado em yoga, Zen e regimes físicos grego e romano antigo. Foi nesse momento que ele começou a elaborar o sistema de exercícios originais conhecidos hoje como “matwork”, ou exercícios feitos no chão. Ele chamou este regime de “Controle”, que significa “ciência do controle”. Alguns anos depois, ele foi transferido para outro campo na Ilha de Man, onde ele se tornou um enfermeiro / técnico para os muitos internados atingidos pela doença de guerra e ferimentos físicos. Aqui, ele começou a desenvolver equipamentos para reabilitar seus “pacientes”  Devido à natureza notável do equipamento tanto para desafiar e apoiar o corpo como ele aprende a se mover de forma mais eficiente, as peças de forma inimitável realmente atuam como um complemento para os desafiantes exercícios “mat”.

Referência: https://www.pilatesmethodalliance.org

 

A Reeducação Postural Global (RPG) é um método fisioterapêutico de origem francesa, criado por Phillipe Souchard. É  um método terapêutico manual que busca tratar os desequilíbrios musculares, articulares e patologias (Problemas morfológicos, Problemas posturais, Lesões Articulares, Patologias Reumáticas, Sequelas Neurológicas Espásticas, Problemas Traumáticos, Doenças Respiratórias) através de posturas específicas da técnica juntamente com manobras manuais onde tem como princípios fundamentais:

  • Individualidade: Cada ser humano é único e reage de forma diferente;
  • Causalidade: A verdadeira causa do problema pode estar distante do sintoma (causa/consequência);
  • Globalidade: Deve-se tratar o corpo como um todo, buscando identificar as responsabilidades das retrações musculares nas patologias músculo-esqueléticas.

Os tratamentos são individuais e duram cerca de 1 hora, podendo ser praticados para prevenção e manutenção através das Auto Posturas.

Referência: http://www.sbrpg.com.br

 

Osteopatia foi criada e originada pelo médico americano Andrew Taylor Still no final do séc. XIX, durante a guerra civil americana. É um sistema de tratamento manual que ajuda a aliviar, corrigir disfunções e recuperar lesões em geral (articulações, músculos, fáscias, ligamentos, cápsulas, vísceras, tecido nervoso, vascular e linfático) e alterações orgânicas em geral.

Trata-se de uma abordagem com metodologia própria e diferenciada de diagnóstico e tratamento baseado na anatomia, filosofia e patologia do corpo humano, visando restabelecer a função das estruturas e sistemas corporais.

A osteopatia se difere da fisioterapia convencional na maneira de entender a doença e seu modo de tratá-la, estabelecendo relações entre várias regiões do corpo, pois a dor numa determinada parte do corpo pode ser causada por disfunção em outra região.

Por conta disso, dentro da formação completa em osteopatia, se estuda de forma profunda todo o sistema músculo esquelético, visceral, cranial e metabólico.

A técnica da osteopatia engloba o público de recém nascidos a idosos.

Referência: http://www.idot.com.br e www.osteopatiamadrid.com.br

 

 

Nutrição Clínica – A nutrição clínica é a área da nutrição cujas atividades do nutricionista são: prestar assistência dietética e promover educação nutricional de indivíduos, sadios ou enfermos, visando à

promoção, manutenção e recuperação da saúde.

O principal foco é a prevenção da doença através de um estilo de vida saudável em que o trabalho de incluir novos hábitos alimentares se mescla com os hábitos alimentares sócio-culturais já existentes e que devem ser respeitados e mantidos.

Na manutenção do equilíbrio e prevenção de doenças o principal foco é a perda de peso, já que hoje em dia o principal problema de saúde pública no mundo é o excesso de gordura corporal.

Diversas são as doenças que necessitam de acompanhamento nutricional rigoroso para evolução e melhora do quadro. Dentre essas doenças estão:

  • Obesidade;
  • Doença celíaca;
  • Desnutrição;
  • Diabetes;
  • Dislipidemias – hipercolesterolemia (disfunção causando aumento de colesterol) e hipertrigliceridemia (disfunção causando aumento de triglicerídeos);
  • Fenilcetonúria – impossibilidade de ingestão de fenilalanina;
  • Cirrose hepática;
  • Hiperuricemia (gota);
  • Insuficiência renal aguda e crônica;
  • Hipertensão arterial;
  • Cardiopatias;
  • Câncer, entre outras.

Dificilmente as pessoas pensam em prevenção de doenças e só se preocupam com a nutrição quando alguma alteração orgânica já existe, e aí o nutricionista também age diminuindo e até revertendo algumas patologias como: obesidade, pressão alta e doenças cardiovasculares, diabetes, doenças renais, doenças inflamatórias intestinais, alergias alimentares. Além disso, o nutricionista clínico é responsável por evitar deficiências nutricionais específicas em crianças e idosos, em vegetarianos e pacientes submetidos à cirurgia bariátrica.

Nutrição Esportiva – Uma das atuações do profissional de Nutrição é a Nutrição Esportiva ou Nutrição Aplicada ao Exercício Físico.

O exercício físico ou atividade física é um gasto energético, o qual utiliza como principal combustível os alimentos ingeridos. Caso haja déficit energético  “baixa de combustível”, a fisiologia humana, que é complexa e sábia, fará degradação de tecidos musculares e gordura para se manter estável.

A Nutrição Esportiva visa melhorar a saúde (por exemplo, emagrecimento), aumentar força e tecidos musculares ou regenerar tecidos lesionados ou minimizar a lesão, através de análises do estímulo e execução do exercício ou atividade física, equilibrando qual tipo de nutriente = energia será adequado para determinada modalidade, faixa etária e deficiência.  Equilibrando também, todos os nutrientes essenciais para o funcionamento do ciclo circadiano.

Mas o que faz a Nutrição Esportiva?

  • Equilibra dieta em macro e micro nutrientes, após Calcular o GET = Gasto Calórico Total;
  • Quando necessário, Suplementa ou faz Complementação Nutricional;
  • Avalia a composição corporal através de Antropométrica completa (verificando peso, massa magra = muscular e massa gorda);
  • Avalia necessidade Nutricional de Pré-treino, Intra-treino e Pós-treino.
  • Orienta e acompanha atletas ou amadores em competições, mapeando a composição corporal e equilibrando o melhor momento nutricional para determinada competição. Melhorando assim o seu desempenho, minimizando futuras lesões ou recuperando lesões existentes.

O Nutricionista Esportivo visualiza o indivíduo como um todo, não só quando ele pratica alguma atividade física, mas também melhorando uma enfermidade, caquexia, regeneração de tecidos pós-cirúrgicos e preparando para uma cirurgia ou procedimento estético.